sábado, 19 de fevereiro de 2011

Avassaladores - Sou Foda (não recomendo, mas você vai ver)

     Se você ainda não conhece o meu blog e acabou caindo aqui de forma inadvertida, quero convidá-lo a ler alguns posts anteriores e conferir resenhas mais edificantes sobre a verdadeira música. Lendo sobre The Gracious Few, Bon JoviRoxette você vai ganhar mais.
     Dito isto, adianto que este post poderia ser mais um apanhado sobre essa modalidade nefasta que atende pelo nome de "funk carioca". Seria fácil citar aqui as batidas repetidas, as letras de gosto duvidoso e a irritante e já tradicional desafinação dos vocalistas (se é que dá pra chamá-los assim). Mas pô, já fizeram isso. Eu estaria sendo bastante repetitivo e espancando cachorro morto. Então por que ceder espaço no meu blog para os tais Avassaladores? Simples. De forma também inadvertida acabei vendo o vídeo da canção Sou Foda e a coisa não saiu da minha cabeça. "Pra-pra te enlouquecer, pra te enlouquecer, todas-todas que provaram não conseguem esquecer, sou foda!" Ahhhhh, quero uma lobotomia! Tira isso da minha cabeça! Tenho que compartilhar com alguém, não gosto de sofrer sozinho. Mas é sério, fico impressionado como essa galera consegue fazer esse tipo de música e chamar a atenção até de quem abomina. Só pode ser coisa do capeta.
     Se ainda assim você pretende prosseguir e acompanhar essa performance hilária, vai em frente. As gargalhadas já estão garantidas, difícil vai ser expurgar o refrão da cabeça. Ah, e pensando bem, mesmo ridículo, esse funk aí carrega mais honestidade do que muitas bandinhas de rock do cenário atual. Agora é só clicar e se preparar para a lavagem cerebral.



ATUALIZADO: Graças ao parceiro Paulo Carvalho é possível tirar essa coisa da cabeça clicando aqui nesse site bem legal que escolhe uma canção ainda mais chiclete de forma aleatória e a toca pra você. Agora fiquei com a Beyoncé na cabeça. Menos mal, não? hehehe Valeu Paulão!

7 comentários:

  1. NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO !!! DE NOVO NÃÃÃÃÃÃO !!! Já não basta eu ter acordado com essa música na cabeça, ainda tenho que ver isto por aqui??? Vai te lascar!!! Assim como não conseguimos esquecer o refrão não conseguimos esquecer a imagem da mordida no beicinho. Ai ai...

    ResponderExcluir
  2. Menino... se for uma que Ju estava cantando aqui em casa um pedacinho... ela não parava... um horror. Não sei se é essa, porque não quero nem ver o clip, me causa asco esse tipo de "música".
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Tia carol, invejo seu autocontrole! hehehe

    ResponderExcluir
  4. A versão boa msm é essa daqui ó!

    http://www.youtube.com/watch?v=2UHsezLfOgw

    aheuhaeuaheuhauea

    ResponderExcluir
  5. Aê Rebeca! Quanto tempo hein? Morri de rir aqui! Muito bem feito inclusive. Tenho outro muito bom! hehehe

    http://www.youtube.com/watch?v=uTk_w2k-oiM

    ResponderExcluir
  6. Calma, Jr, seus dias de suplício acabaram: é só acessar o "Unhear It" (http://unhearit.com/). A proposta do site é simples, qndo aquela música desgraçada estiver martelando na sua cabeça, vc acessa o site e põe play, q rola uma outra igualmente martelante em versão "melódica-auditória-reversa-instrumental" (seja lá o que isso signifique), fazendo vc esquecer da primeira. Sou usuário e comigo funciona sempre...Qto ao filme, "data vênia", comigo não rolou a mesma empatia, achei bem arrastado, chatinho até...como vc mesmo disse, o diretor esticou a corda até não poder mais. No meu sentir, 50 minutos já dava prá ter resolvido a parada...Nessa seara, tá difícil alguém bater "ALIVE", de 1993, dirigido por Frank Marshall, que conta a história do queda do avião que levava um time Uruguaio de Rugby, na Cordilheira dos Andes, levando os sobreviventes a adotar medidas desesperadas. Valeu.

    ResponderExcluir
  7. Grande Paulo! Acabo de usar o tal site e ajudou. Fiquei com a Beyoncé na cabeça agora! Melho, não? shauhsauh Ah, atualizei o post e coloquei o site a disposição da galera com o seu crédito. Abração!

    ResponderExcluir